Somente neste mês, o 3º Batalhão de Bombeiros Militar atendeu 34 ocorrências envolvendo incêndios florestais em Blumenau. Em abril do ano passado, houve apenas três chamados deste tipo, ou seja, se mantida a média, o órgão atenderá 44 casos até o fim do mês, um número 14 vezes superior ao registrado no mesmo período de 2019.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, a estiagem sozinha não causa incêndios florestais. Estima-se que 99% das queimadas em Santa Catarina sejam ocasionadas por ação humana. Por isso, a orientação é para que nunca se queime lixo ou móveis, não se utilize fogo para limpeza de terrenos e que evite-se fazer fogueiras.

A prática de queimada pode provocar alteração no equilíbrio dos ecossistemas, afetar a biodiversidade, causar danos a patrimônios e emitir gases poluentes. O ato é considerado crime ambiental, com penas que podem chegar a quatro anos de reclusão e multa de até R$ 50 milhões.

Desde o início desta semana, como consequência desse tipo de ação, o Corpo de Bombeiros está mobilizado para conter um incêndio em vegetação no Morro do Concórdia, no bairro Velha. Todos os dias, os bombeiros militares estiveram no local para monitorar a área e combater as chamas.

Os trabalhos são dificultados pela topografia do terreno, com elevada altitude do morro e localização dos focos em meio à mata fechada, impedindo que os bombeiros consigam levar água por intermédio de um caminhão para encharcar o solo, única maneira possível de extinguir o incêndio por completo.

Por conta disso, o combate tem ocorrido de forma manual, com apoio de enxadas, foices, bombas costais e abafadores. A operação conta com o apoio do helicóptero Arcanjo-03 em lançamentos de água sobre os focos, que auxiliam a reduzir a propagação das chamas.

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Quer mais notícias do Coronavírus COVID-19 no seu celular?

Telegram Jaraguá do Sul