Um novo teste de detecção de alcoolemelia será usado pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) para pegar os motoristas que trafegam alcoolizados pelas rodovias. A partir de agora, os chamados "bafômetros passivos" irão detectar a embriaguez dos condutores somente pela respiração.

Por enquanto, a medida irá valer no estado do  Rio de Janeiro e será utilizado nas operações de fiscalização de rotina nas rodovias federais. Segundo a PRF, para agilizar a fiscalização nas estradas foram entregues 18 aparelhos na manhã da última quinta-feira (24).

Na prática, o bafômetro irá agir somente pela aproximação com o condutor.

"Vai facilitar bastante o nosso trabalho por questão de agilidade, o motorista não precisa descer do carro. Na aproximação do veículo você consegue fazer a detecção da presença de álcool. Ele tem uma sensibilidade bem grande e ganha nessa agilidade”, explica o porta-voz da PRF do RJ, José Hélio Macedo.

O novo modelo irá proporcionar uma economia aos cofres públicos, visto que o bafômetro tradicional custa em torno de R$ 2 a unidade e em uma fiscalização é utilizado vários equipamentos sem necessidade. Segundo a PRF, em muitos casos o condutor não está embriagado

"É uma melhoria até mesmo para quem está sendo fiscalizado, porque se não tiver nada de errado, ela vai embora mais rápido”, explica Macedo.

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito: 

WhatsApp  

Telegram  

Facebook Messenger