O idoso José Ribeiro da Silva, de 62 anos, estava com câncer e foi dado como morto pelo Hospital do Centro-Norte Goiano, na cidade de Uruaçu. No entanto, ele ainda estava vivo e foi colocado em uma câmara fria e ficou por cerca de 5 horas dentro de um saco plástico. Após o episódio, ele teve a morte confirmada e segundo o delegado responsável pelo caso, Petterson Amin, a causa pode ter sido hipotermia.

 

O médico Lucas Campos, que assinou o atestado de óbito, foi afastado de suas atividades. A irmã de José, Aparecida Ribeiro da Silva, informou que soube que o homem estava vivo pelos funcionários de uma funerária em Rialma, cidade natal do paciente, a cerca de 100 km do hospital onde ele estava internado.

 

O idoso morreu na última quinta-feira, 1º. A família dele está revoltada com a situação, a irmã de José afirmou que ele não merecia passar por esse sofrimento.

 

“O óbito foi registrado às 20h12min, e o agente funerário percebeu que ele estava respirando ás 1h05min”, reclama.

 

A irmã, apesar de muito abalada, vai reunir documentos para acionar o hospital judicialmente.

 

 

 

 

 

Com informações do portal W3 News.