Um caso de suposto abandono de vulnerável tem chamado a atenção da sociedade americana. O casal Kristine e Michael Bernett é acusado de ter abandonado a filha adotada, à época com 9 anos.

 

 

O caso ocorreu em 2013, mas ganhou notoriedade nos últimos dias devido à prisão dos pais. A Justiça americana os responsabilizou por terem abandonado a menina, chamada Nathalia Grace, em um apartamento no estado de Indiana e seguido para o Canadá.

Mas a defesa dos pais é, no mínimo, surpreendente. Eles alegam que a filha não tinha 9 anos quando foi deixada sozinha - ela seria, na verdade, uma anã sociopata de 22 anos

Em entrevista ao jornal britânico Daily Mail, Kristine Barnett afirmou que começou a perceber algumas evidências, como o fato de a menina ter menstruações, dentes de adulto e nunca ter crescido um centímetro, o que, segundo ela, aconteceria com uma criança, mesmo se ela tivesse nanismo.

A mulher também afirmou que a filha já tentou empurrá-la contra uma cerca elétrica, envenenar o seu café e ameaçou esfaquear tanto o marido quanto ela quando eles dormissem.

Os pais levaram a menina para realizar tratamentos psiquiátricos e, conforme dizem, médicos confirmaram que a ela seria de fato adulta. Após o suposto resultado, eles tentaram pressionar a Justiça a alterar a sua data de nascimento.

No entanto, há informações contraditórias: um relatório feito por um especialista, após um exame ósseo, atestou que em 2012 a menina tinha 11 anos. Portanto, teria sido abandonada aos 12. Os Bernett foram presos neste mês, acusados de negligência, mas pagaram fiança e foram liberados.

 

Receba no seu WhatsApp somente notícias sobre Segurança Pública da região (Trânsito, Operações Policiais. etc...):

Telegram

Facebook Messenger