Um baile funk realizado no Morro do Mocotó comunidade que fica na região central de Florianópolis, desrespeitou o decreto que proíbe eventos públicos na Capital. Centenas de pessoas se aglomeraram, sem máscaras, numa praça da localidade. O baile se estendeu por toda a noite.

Em nota, a PMSC informou que vem tomando medidas para evitar este tipo de evento e que neste final de semana chegou a impedir bailes nos morros do 25 e Horácio; mas que no caso da Queimda decidiu não acabar com o baile temendo conflito generalizado.

Confira a nota da PMSC

"A Polícia Militar de Santa Catarina, através do 4º BPM, localizado na Capital, está tomando todas as ações cabíveis em relação às ocorrências deste último final de semana que não respeitaram os decretos dos governos estadual e municipal.

Foram constatadas ocorrências de aglomeração de pessoas, bailes funk, principalmente no Morro do Mocotó, onde vídeos foram divulgados em redes sociais.

Ações - As forças de Segurança têm realizado diversas ações integradas e preventivas para coibir os bailes, e mesmo assim, alguns cidadãos aproveitam a alta da madrugada para realizados bailes dentro de algumas comunidades da Capital. Junto com a Prefeitura Municipal de Florianópolis, a PMSC buscou para que fossem feitos contatos com as associações de moradores sobre a gravidade dos fatos.

Neste mesmo final de semana foram coibidos bailes no Morro do 25 e Horácio, com dissipação de pessoas. Em outras ocasiões, já foram também realizadas apreensões de material em outros morros da Capital. A maior dificuldade da PMSC é evitar que haja migração para outro local, o que é facilitado pela grande extensão das comunidades.

O 4º BPM está completando dois meses de ações preventivas, fazendo barreiras ocasionais e com ocupações de espaços antes do acontecimento dos eventos. Isso tem reduzido o público, e coíbe o baile, porém não impedem reuniões em sua totalidade.

São realizadas orientações utilizando a mídia contra aglomerações e respeito às determinações dos decretos em vigor.

Infelizmente, após o evento iniciar, é temerário a PMSC possa agir nesse tipo de aglomeração sem que haja efeitos colaterais, principalmente por causa das características dos locais onde esses eventos acontecem e do grande número de aglomeração de pessoas.

Devido o momento de Pandemia a PMSC está focando em ações preventivas, por isso pede a ajuda dos cidadãos catarinenses para respeitarem as medidas protetivas contra a Covid-19. Os cidadãos podem entrar em contato com a PMSC através do aplicativo PMSC Cidadão (o PMSC Cidadão pode ser baixado nas lojas de aplicativos IOS e Android) e também através do telefone 190".

 

 

Veja as imagens

 

Mais imagens

 

Receba no seu WhatsApp somente notícias sobre Segurança Pública da região (Trânsito, Operações Policiais. etc...):

Whatsapp

Grupo OCP Segurança

Telegram

OCP Segurança