Homem de 36 anos foi preso pela Polícia Civil, nesta quinta-feira (22), por estuprar a enteada desde que ela tinha 11 anos de idade em Aquidauana, no Mato Grosso do Sul.

Mesmo depois do crime e com medida protetiva em vigor, a mãe da vítima reatou o relacionamento com o suspeito, conforme apurou a investigação.

A delegada Isabelle Sentinello, da DAM (Delegacia de Atendimento à Mulher), explicou que no início do ano a Polícia Civil tomou conhecimento do caso.

"Os crimes ocorreram na aldeia Limão Verde quando ela tinha 11 e 12 anos, também depois que completou 14", disse Isabelle.

No decorrer das investigações, foi deferida a medida protetiva para a menina, hoje com 14 anos.

Desde então, o homem saiu da aldeia, dando cumprimento a medida.

Contudo, há cerca de duas semanas a polícia teve conhecimento que ele retornou para o local.

"Foi então que decidi pedir a prisão preventiva dele", afirma.

Sobre a mãe ter reatado o relacionamento com o autor, Sentinello explicou que assim que soube da denúncia, no começo do ano, ela terminou o relacionamento.

"A genitora da menina não sabia do estupro, separou dele assim que soube. No entanto, ela reatou agora já sabendo da denúncia", explica.

Contudo, a delegada pondera que não é um crime ela ter reatado com ele.

"Não está sendo omissa ao estupro porque não acontece mais", destaca a delegada.

As famílias moram na aldeia, mas atualmente a filha não reside na mesma casa que a mãe. As investigações continuam.

*Com informações de Campo Grande News

Receba no seu WhatsApp somente notícias sobre segurança pública:

Grupo OCP Segurança