Vítima de um homicídio, Gessica Aparecida dos Santos, de 22 anos, foi sepultada nesta quarta-feira (1°), às 16h, no Cemitério Ecumênico de Fragosos. Ela foi morta com 21 facadas na região do tórax, na madrugada de terça-feira (31), no distrito de Fragosos, em Campo Alegre, próximo à indústria de móveis Três Irmãos, local de trabalho da jovem. O principal suspeito do crime é Sidnei Pereira, companheiro de Gessica. Ele confessou o assassinato. O caso está sendo investigado pelo delegado Cassiano Tiburski, da Delegacia de Proteção à Criança, Adolescente, Mulher e Idoso (Dpcami). Segundo depoimento de Sidnei, a mulher teria saído de casa para ir à residência dos pais, já que a filha do casal, de quatro anos, estava com febre e precisava ser levada ao hospital. Ele seguiu a mulher até a residência e em seguida cometeu o crime. Os bombeiros foram chamados para atender a ocorrência às 6h55, mas Gessica já estava sem vida e o corpo apresentava rigidez. O casal vivia com a filha em São Bento do Sul e se mudou para o distrito de Fragosos no início deste ano. Ainda de acordo com informações de Tiburski, o casal estava em conflito e queria se separar. O acusado está preso aguardando a decisão judicial. *Reportagem de Liandra Tank para o Jornal de Joinville