Mulher morta ao buscar pertences na casa do ex havia se separado há 3 dias

Reprodução/Redes Sociais

Por: Isabelle Stringari Ribeiro

01/09/2022 - 14:09 - Atualizada em: 01/09/2022 - 14:22

A jovem de 26 anos que foi morta a facadas ao buscar objetos pessoais na casa do ex-companheiro no município de Videira, no Oeste do Estado. De acordo com a Polícia Civil, Camila Côrrea já estava separada há três dias quando foi morta, na segunda-feira (29).

O ex-namorado da jovem é o principal suspeito pelo crime crime. O homem teve a prisão em flagrante convertida em preventiva na noite de terça-feira (30), segundo o Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC).

O delegado Ismael Gustavo Jacobus Marmitt acredita que o o motivo do crime foi por conta de ciúmes da ex-namorada. O casal tinha uma relação conturbado e ja tinha terminado na sexta-feira (26).

Quando estava na casa do ex-companheiro, a jovem foi agredida com um golpe de faca nas costas. A Polícia Civil acredita que o suspeito tenha agido sozinho.

Na casa estava o padrasto do homem, que conseguiu conter ele, que depois do crime, tentou machucar o próprio pescoço. O homem foi encaminhado para a delegacia depois de receber atendimento médico. Conforme informado pelo delegado, ele permaneceu em silêncio durante o interrogatório.

No momento a polícia espera o resultado dos laudos periciais para finalizar o inquérito. Além disso, conforme informado pelo segundo delegado, investigações complementares dever acontecer para apuar as outras circunstâncias do caso, que é tratado como feminicídio.

Jovem é sepultada em Água Doce

Camila foi sepultada na terça-feira em Água Doce, também no Oeste catarinense.

Segundo a prima de Camila, Eliane Corrêa, a jovem era “ótima mãe, humilde, sonhadora”.

“Só queria criar dar o melhor para seus filhos. Infelizmente aconteceu isso. Tão novinha e com tanta vida pela frente ainda, muito triste mesmo”, completou.

Notícias no celular

Whatsapp