Uma jovem grávida, de 20 anos, foi encontrada em um cativeiro e com sinais de tortura nesta quarta-feira (7), em Eldorado, no sul do estado do Mato Grosso do Sul. De acordo com a polícia, ela foi sequestrada, torturada e estuprada pelo ex-marido, um homem também de 20 anos.

A vítima terminou o relacionamento com ex há cerca de 7 meses e, após isto, começou a se relacionar com outro homem, com quem mora atualmente. De acordo com as investigações, nessa terça-feira (6), o ex-marido com a ajuda do irmão da vítima e de uma mulher, invadiram a casa da jovem armados e a sequestraram em frente à sogra dela.

A idosa e vizinhos viram a moça sendo arrastada e disseram à polícia que a vítima foi colocada em um carro, momento em que fugiram em alta velocidade.
Nesta quarta (7), a polícia intensificou a procura pela jovem e a encontrou em uma casa, que servia de cativeiro. O local fica em um assentamento em Iguatemi, município vizinho a Eldorado. A mulher foi resgatada com muitos ferimentos e disse que foi torturada e estuprada pelo ex.

Jovem foi sequestrada e estuprada pela ex-marido em MS | Foto: Polícia Civil/Divulgação

Ele foi preso em flagrante, com o rosto queimado e afirmou aos policiais que a vítima aproveitou um momento de descuido, jogando água quente no rosto dele. Em seguida, ela teria sido amarrada por ele. A vítima está gestante de quatro meses.

O ex-marido confessou os crimes. Ele falou à polícia que estuprou a ex-mulher porque não aceitava o fim do relacionamento. O homem foi levado para a delegacia de Polícia Civil de Iguatemi. De acordo com o delegado responsável pela investigação, Pablo Reis, o preso vai responder pelos crimes de sequestro, cárcere privado, tortura e estupro.

O irmão da vítima e a mulher que ajudou no crime também foram presos, no fim da tarde. Todos os envolvidos serão interrogados. A vítima foi levado para hospital municipal de Iguatemi para realização de exames. Até a publicação desta matéria, os resultados ainda não tinham sido divulgados.

Local onde a jovem foi levada e estuprada em MS | Foto: Polícia Civil/Divulgação

Quer receber as notícias no WhatsApp?

 

*Com informações da TV Morena e portal G1.