Na madrugada desta segunda-feira (18), a Polícia Civil confirmou que Iolinda Gonçalves de Lima, de 59 anos, que estava desaparecida desde a quinta-feira (14), em Guaratuba, no Litoral do Paraná, foi vítima de latrocínio (roubo seguido de morte).

Moradora de Guaratuba, Iolinda foi encontrada neste domingo (17), na Vila da Glória, em São Francisco do Sul. Quatro pessoas foram presas em Torres, no litoral norte do Rio Grande do Sul, suspeitas de cometer o crime. Três dos suspeitos são moradores de Joinville e um de São Francisco do Sul.

O caso

Iolinda foi vista por uma vizinha pela última vez na tarde de quinta-feira (14). A filha da vítima estranhou que não conseguiu contato com a mãe e acionou a polícia de Guaratuba, após ser avisada pela vizinha que havia um veículo Parati estacionado em frente à casa da mãe.

Iolinda participava da Pastoral do Idoso da Igreja Católica em Guaratuba. | Foto: Facebook

A casa em Guaratuba estava fechada, toda revirada, com manchas de sangue em alguns pontos e Iolinda não foi mais vista. Pelo menos dois televisores e um notebook, além do carro da vítima, um HB20 foram levados. Câmaras de monitoramento da Prefeitura flagraram o carro de Iolinda saindo da cidade em direção a Santa Catarina e em seguida o veículo foi visto em Joinville.

O crime foi elucidado em uma ação conjunta com as polícias de Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Dois dos suspeitos de terem cometido o assassinato, Luan Keoma Sanches, 30 anos, e Julio Cesar Gonçalves, 22 anos, foram detidos pela Brigada Militar de Torres, no Rio Grande do Sul, na madrugada de domingo (17). Eles seguem detidos em Torres.

De acordo com o que foi revelado pela Brigada Militar, a dupla rendeu uma família em Torres e manteve as sete pessoas reféns por cerca de três horas.

A ligação dos assaltantes com o crime que vitimou Iolinda começou a ser desvendada a partir do fato de que a dupla usou o HB20 da mulher no assalto na casa da família em Torres. Eles chegaram com o carro que foi abandonado, já que fugiram com o carro da família.

Carro roubado da vítima foi recuperado em Torres (RS) | Foto Divulgação

Assim que foi comunicada do roubo em Torres, a polícia iniciou as buscas pelos suspeitos, que foram localizados em um posto de combustíveis na BR-101. Além dos dois suspeitos, duas jovens que estavam com eles foram detidas. A participação das mulheres no crime será investigada.

Quatro suspeitos foram presos em Torres (RS) | Foto Divulgação

Em depoimento, os dois homens confessaram o crime e revelaram o local onde o corpo de Iolinda foi abandonado. A dupla deixou o corpo da vítima em uma área de mata na região do Distrito de Saí, em São Francisco do Sul. O corpo foi recolhido ao Instituto Médico legal (IML) de Joinville.

A dupla também abandonou em frente à casa de Iolinda um veículo Parati, que de acordo com a polícia paranaense tinha registro de furto.

*Com informações do portal Massa News e do Correio do Litoral.

Quer receber as notícias no WhatsApp?