A Polícia Civil prendeu Josiane Vieira da Rosa, 31 anos, e o namorado por suspeita de participação e uma tentativa de latrocínio na madrugada de segunda (15), em Balneário Arroio do Silva no Sul do Estado. Ela e o comparsa estavam em um Fiat Siena da vítima e foram abordados pela Polícia Militar em Laguna, por volta das 13h desta terça (16).

A vítima do crime, de 54 anos, foi atraída por Josiane para uma residência na área central do balneário. Lá, ele foi rendido e foi algemado por dois homens. Os bandidos andaram com o homem por mais de uma hora e ao chegarem na localidade de Sapiranga, na Ponte do Rio Itoupava, o retiraram do carro e o jogaram algemado no Rio Araranguá.

Os bandidos jogaram algumas pedras para dificultar a chegada da vítima algemada até a margem e foram embora. O homem conseguiu sair do rio e avisar a polícia. Josiane chegou a ser dada como desaparecida e, no momento da abordagem, ficou escondida sobre uma pilha de roupas. A farsa durou até a chegada na delegacia, quando disse que praticou o crime para saldar uma dívida de drogas e tinha um relacionamento com o comparsa.

O casal foi autuado em flagrante por tentativa de latrocínio. Ele está detido no presídio de Laguna e a mulher na unidade prisional feminina de Tubarão. O automóvel da vítima foi recuperado pela Polícia Civil, passará por perícia e será devolvido ao proprietário.  A algema usada na tentativa de latrocínio foi furtada de um policial militar, durante uma diligência no Balneário Arroio do Silva. O autor do furto foi o homem preso em Laguna.

 

Quer receber as notícias no WhatsApp?