Uma mulher matou a tiros um homem que abriu fogo contra um grupo de pessoas com um rifle semiautomático em Charleston, West Virginia, nos EUA. Identificado como Dennis Butler, de 37 anos, o homem já possui um extenso histórico criminal. As informações são da BBC.

Ele foi morto após atacar um grupo de aproximadamente 40 pessoas que participavam de uma festa de aniversário. O caso aconteceu em meio a um debate nacional sobre armas, após um tiroteio em uma escola no Texas.

Segundo o porta-voz da polícia Tony Hazelett, a reação rápida da mulher salvou vidas e pode ter evitado um crime em massa.

No início da noite de quarta-feira (25), o atirador tinha dirigido pela área quando foi orientado a diminuir a velocidade por conta das crianças que estavam brincando naquela região.

Após a orientação, Dennis retornou ao local armado com um fuzil AR-15 e abriu fogo de seu veículo, perto do complexo de apartamentos da cidade, quando foi abatido pela mulher antes que conseguisse atingir alguém.

O porta-voz da polícia contou que a mulher que atirou de volta não tinha nenhum histórico de aplicação da lei. A identidade dela não foi divulgada.

"Ela é apenas um membro da comunidade que estava carregando sua arma legalmente", disse ele. "E em vez de fugir da ameaça, ela se envolveu com a ameaça e salvou várias vidas."

Depois do tiroteio, a mulher continuou no local e está ajudando os investigadores. As autoridades disseram que não apresentarão nenhuma acusação contra ela.

Segundo a polícia, Dennis Butler foi encontrado morto no local por vários tiros. Tony ainda disse que não sabe como Dennis conseguiu a arma, pois ele já foi condenado criminalmente antes e por isso não tem permissão legal para portar.

O tiroteio aconteceu após um atirador adolescente matar 21 pessoas em uma escola primária do Texas com um rifle semiautomático AR-15 que havia sido comprado legalmente. O ataque foi considerado o pior tiroteio em uma escola dos EUA em uma década e levou a tona o debate sobre a posse privada de armas, que está consagrado na Constituição dos EUA.