Foto: Arquivo/OCP Online
Foto: Arquivo/OCP Online
Graças ao entendimento do STF (Supremo Tribunal Federal), que permite que pessoas condenadas em segunda instância sejam presas antes de se esgotarem todos os recursos possíveis de defesa, o promotor de justiça de Jaraguá do Sul, Márcio Cota, em uma operação desencadeada pelo GAECO (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado), emitiu ontem mandados de prisão contra 12 pessoas, incluindo a ex-delegada Jurema Wulf. Os mandados foram cumpridos na manhã de ontem. Entre os presos, estavam os envolvidos na operação Game Over ocorrida em 2008 em Jaraguá do Sul, sendo eles dois homens responsáveis pela exploração do jogo do bicho na região, uma ex-escrivã da Polícia Civil e a ex-delegada Jurema, que estava em sua casa no litoral, e acabou sendo presa e levada ao Presídio Regional de Jaraguá do Sul juntamente com os bicheiros, e com outros dois acusados por estupro e homicídio. Em uma das residências dos envolvidos com a exploração do jogo do bicho, a polícia localizou uma espingarda e também três revólveres, todos com registro. Os presos foram levados com escolta do DEAP. Um dos envolvidos continua foragido.
*No programa Plantão Policial de hoje imagens exclusivas das armas encontradas, da escolta do DEAP ao presos e entrevista com o promotor responsável pelo caso.