Por Rosana Ritta Zenivaldo Lourenco da Luz, 25 anos, o motorista do veículo Renault Clio que se envolveu em acidente registrado no domingo passado (28), na BR-280, nas proximidade do limite entre os municípios de Jaraguá do Sul e Corupá, no Norte catarinense, continua internado no Hospital São José, em Jaraguá do Sul, mas está fora de perigo. Assim que ele acordou, na quinta-feira (1), perguntou pela mulher. A equipe do hospital chamou uma psicóloga, para que a notícia da tragédia fosse dada a ele, com apoio de seu irmão, Laércio. Ele deixou a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) na sexta-feira (2), está consciente e quando se refere ao acidente que matou sua mulher, Elenice da Rosa, 32 anos, e os filhos, Mariana Aparecida, 7, e Antony Gabriel, 1 ano e três meses, e o enteado, Jhodson da Rosa Silva, 11, demonstra conformismo e diz que fatalidades acontecem. crianças Zenivaldo Zenivaldo está sendo acompanhado de perto pela família, em especial o irmão, Laércio. A torcida para que ele se recupere e retome logo a rotina é grande. Seus colegas, do Frigorífico São João, de São João do Itaperiú, onde a família morava e onde mãe e filhos foram sepultados, também torcem para que ele se recupere e logo possa voltar ao trabalho. A tragédia envolvendo a família causou enorme impacto no município de cerca de 4 mil habitantes, onde foi decretado luto oficial de três dias. Ainda na quarta-feira (31), uma cunhada de Zenivaldo postou em sua rede social um recado agradecendo o enorme carinho para com a família, pedindo ainda que todos rezem e mandem muita energia positiva para que ele venha se recuperar logo. "Mesmo com a dor da perda e com o coração em pedaços estamos em corrente de orações para plena recuperação física e emocional do meu cunhado", enfatizou. Outro motorista já teve alta O outro motorista envolvido no acidente, Alexander Leal dos Santos, o Leko Leal, 21 anos, que dirigia a caminhonete Pampa que se chocou com o Clio de Zenivaldo, já recebeu alta. Ele reforçou a informação dada pelo irmão de Zenivaldo, que o acidente ocorreu porque no momento em que Zenivaldo tentou ultrapassar um Chevette, o motorista deste terceiro veículo se negou a dar passagem, tornando a colisão inevitável.   Leia mais:São João do Itaperiú parou para dar adeus à mãe e três filhos mortos em acidente na BR-280 - Mãe e filhos mortos em acidente na BR-280 serão enterrados em São João do Itaperiú