Um motorista foi preso por falsidade ideológica pela Polícia Rodoviária Federal, em Mafra na última sexta-feira (9). O caso foi divulgado nesta segunda-feira (12) e foi registrado na BR-116, durante uma fiscalização de rotina. Os policiais rodoviários federais abordaram uma carreta Mercedes-Benz com três metros de excesso de largura. Segundo a PRF, neste caso, a legislação exige que o motorista tenha o curso de transporte de cargas indivisíveis. No entanto, o documento apresentado pelo condutor, emitido pelo SEST/SENAT do Pará, levantou a suspeita dos agentes. Depois de consultas à entidade, os policiais confirmaram que o certificado era falso. O motorista, de 27 anos, foi conduzido à Delegacia de Polícia Civil de Mafra.