Padrasto foi preso em flagrante no sábado (9) em Araquari. Criança teve morte encefálica confirmada às 16h25 deste domingo (10). O Hospital Infantil Dr. Jeser Amarante Faria, em Joinville, no Norte catarinense, confirmou às 16h25 deste domingo (10) a morte da menina de 3 anos que estava internada desde o fim da tarde de sábado (9) na unidade.Ela chegou a passar por uma cirurgia na cabeça, mas não resistiu. Segundo a Polícia Militar, a suspeita é de que o padrasto tenha espancado a menina em Araquari, também no Norte. Ele foi preso em flagrante. A Polícia Militar foi acionada por volta das 17h de sábado (9) por funcionários do pronto-atendimento de Araquari. A criança deu entrada na unidade de saúde com vários hematomas pelo corpo, tinha parada cardiorrespiratória e traumatismo craniano. O helicóptero da polícia conduziu a menina para o hospital infantil de Joinville. Diferentes versões De acordo com a Polícia Militar de Araquari, o padrasto da garota, de 20 anos, informou no pronto atendimento que estava de bicicleta com a menina quando foram atacados por um cachorro. Ele afirmou que os dois teriam caído da bicicleta e que um animal mordeu a menina. Depois, o padrasto informou que eles não estavam de bicicleta e, sim, que a criança caiu do seu colo e que ele caiu sobre ela. Conforme a PM, a mãe da criança, de 25 anos, confirmou a versão do padrasto. Ele deixou o pronto atendimento de Araquari antes de a polícia chegar no local. Algumas testemunhas informaram à PM que as agressões contra a criança eram frequentes. Na casa da família, a polícia encontrou papel higiênico e gazes sujos de sangue. De acordo com a Central de Polícia de Joinville, o padrasto foi preso em flagrante e conduzido para Araquari. A Polícia Civil não passou mais detalhes sobre o caso.
Fonte: G1 SC / Foto: Página Policial