Morreu o cachorrinho que foi amarrado com uma corda no reboque do veículo do dono e arrastado. O caso ocorreu na última semana, em Morro da Fumaça, Sul do Estado, mas viralizou nas redes sociais nesta semana. O tutor, de 62 anos, prestou depoimento à Polícia Civil e o caso está, em princípio, sendo tratado como uma fatalidade.

O homem contou ao delegado Márcio Campos Neves que foi até seu sítio e, como o cão havia fugido, resolveu amarrá-lo no carro enquanto alimentava os outros animais. Após pouco mais de uma hora, ele voltou ao veículo e seguiu em direção a sua residência, onde comemoraria seu aniversário. Porém esqueceu e não teria notado o animal sendo informado em seguida, só no trajeto, por uma equipe que estava em uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Ele chegou a levar o cão ao veterinário, porém o animal não resistiu aos ferimentos.

O delegado informou que foram mostradas fotos do cachorrinho indicando que ele era bem cuidado. O animal tinha oito anos e estava com a família desde filhote.

“Tinha foto com crianças, com roupinha de frio, era gordinho. Era um animal de estimação e muito bem tratado. Inclusive o dono está bastante abalado. Em princípio não passou de um acidente e o que chama atenção foi a mobilização das pessoas que não estão mais tolerando, incluindo a questão de maus-tratos, e denunciando à policia”, observou a autoridade policial.