Moradora conta como veículo em que jaraguaenses estavam foi localizado no rio

Foto: OCP News

Por: Claudio Costa

05/09/2022 - 17:09

O desaparecimento de uma mulher e da filha jaraguaenses ganhou um capítulo triste nesta segunda-feira (5).

O veículo em que as duas estavam foi localizado em um rio em Alto Palmeiras, em Rio dos Cedros.

O corpo da menina de seis anos foi localizado dentro do automóvel, mas a outra vítima ainda está desparecida.

“O meu genro trabalha com jardinagem e passou por aqui de manhã. Eles viram a marca dos pneus e imaginaram que poderia ser o carro em que elas estavam”, comenta Cláudia Prusse, moradora da localidade.

O Corpo de Bombeiros Militar foi chamado para verificar a situação e parte da Mitsubishi Pajero TR4 podia ser vista abaixo da lâmina d’água.

Uma equipe enviada pelo 3º BBM (Batalhão de Bombeiros Militar) iniciou os mergulhos para verificar se o automóvel que estava no rio era a Pajero TR4 em que estavam Cláudia Tambosetti, de 46 anos, e a filha, Liz, de seis.

“Eu fazia a limpeza da casa do sítio deles, era um pessoal muito gente boa. Eles vinham todos os fins de semana ou mesmo alugavam para algumas pessoas”, conta a moradora.

Após o trabalho de ancoragem feita pelos mergulhadores, o veículo foi guinchado para fora do rio e o corpo da criança foi localizado no interior.

Porém, o corpo de Cláudia não foi localizado e os trabalhos de buscas dos bombeiros foi reiniciado.

Cláudia, o marido e a filha são moradores de Jaraguá do Sul e foram para um sítio da família na sexta-feira (2).

No sábado (3), elas saíram para ir ao mercado, mas não retornaram.

A suspeita é de que o veículo saiu da pista e caiu no rio três quilômetros após a propriedade.

O trabalho foi acompanhado de retirada do corpo pela DIC (Divisão de Investigação Criminal) de Jaraguá do Sul.

Receba no seu WhatsApp somente notícias sobre segurança pública da região (acidentes de trânsito , ações policiais):

Whatsapp

Grupo OCP Segurança

Telegram

OCP Segurança

Notícias no celular

Whatsapp

Claudio Costa

Jornalista pós-graduado em investigação criminal e psicologia forense e pós-graduando em perícia criminal.