A 68ª Promotoria Eleitoral de Balneário Piçarras instaurou uma Notícia de Fato Eleitoral com o objetivo de apurar denúncia relatando prática de propaganda eleitoral irregular e eventual abuso de poder econômico pelo Parque de Diversões Beto Carrero World.

 

 

De acordo com o MPSC (Ministério Público de Santa Catarina), outras providências relativas à propaganda divulgada na internet também estão sendo apuradas pelo Ministério Público Eleitoral junto à Procuradoria Regional Eleitoral.

Na tarde desta quinta-feira, a promotora Eleitoral se reuniu com a advogada e os diretores do parque para falar sobre o assunto.

Justiça Eleitoral proíbe parque

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) de Santa Catarina proibiu o parque Beto Carrero World de realizar propagandas de cunho eleitoral, sob pena de multa de R$ 100 mil por publicação. Além disso, a empresa deverá retirar qualquer propaganda eleitoral ou partidária que esteja exposta em suas redes sociais ou em seu site.

A determinação do TRE se deu após uma representação do PSOL. O partido foi motivado por uma postagem do parque em suas redes sociais que anunciava uma “promoção” para apoiadores do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, candidato do PT à Presidência da República.

Em tom irônico, a propaganda concedia, apenas para o próximo domingo (30), dia do segundo turno das eleições, desconto no ingresso de pessoas vestidas de vermelho (cor característica do PT). No entanto, essas pessoas deveriam entrar no parque antes das 8h e sair depois das 17h, o que, na prática, as impediria de votar.