Em torno de mil propriedade registraram algum tipo de dano por conta dos ventos causados pelo ciclone extratropical que atingiu Santa Catarina na terça-feira (30). O levantamento foi feito por equipes da Prefeitura de Corupá e da Defesa Civil ao longo da quarta-feira (1º).

Conforme a Defesa Civil de SC, as rajadas de vento na região do Município ultrapassaram os 100 km/h.

Todos os bairros da cidade foram afetados, mas os principais registros ocorreram nos bairros João Tozini, Rio Novo, Rio Paulo, Isabel e Pedra de Amolar. Felizmente, o Município não possui desabrigados ou desalojados, e nenhuma pessoa ficou ferida durante o vendaval.

Galhos na Rua Werner Weber. Fotos: Divulgação/Prefeitura de Corupá

A Defesa Civil da cidade continua os atendimentos ao longo desta quarta-feira. Há muitos casos de quedas de árvores em ruas – principalmente no interior da cidade -, postes, muros e cercas.

No bairro Isabel Alto, por exemplo, um poste caiu com a fiação elétrica e impediu a passagem de carros no local. No mesmo bairro, há registros de quedas de eucalipto. Equipes da Secretaria de Infraestrutura atuam para a retirada de galhos e árvores das vias.

Colaboração para contabilizar estragos

“Há muitos casos de destelhamento parcial, quedas de toldos, de cercas, em todos os bairros da cidade. Pedimos o apoio da população para nos avisar dos danos, para concluirmos a análise da situação”, explicou o secretário de Infraestrutura de Corupá e responsável pela Defesa Civil do Município, Claudio Siqueira.

A solicitação é para que o morador, se possível, faça uma foto do dano causado pelo vendaval em sua casa ou propriedade e mande para o Whatsapp da Defesa Civil, com o endereço exato. O contato é o (47) 99279-0057.

Já em casos de emergência, o morador deve ligar no 199 ou para os Bombeiros Voluntários, através do 193.

Ponto de ônibus em frente a escola José Pasqualini e CEI Gertrudes Steffen. Divulgação/Prefeitura de Corupá

Danos em áreas públicas

Nos espaços públicos, a situação mais grave ocorreu no ginásio da Escola Municipal José Pasqualini, no bairro João Tozini. As telhas se soltaram e danificaram inclusive a parte interna do ginásio.

A mesma escola ainda registra problemas com destelhamento em salas de aula. Há estragos ainda na escola Francisco Mees, como destelhamento e árvores quebradas; e no Centro de Educação Infantil Gertrudes Steffen – onde até o ponto de ônibus foi atingido.

Ginásio de esportes da Escola José Pasqualini. Foto: Divulgação/ Prefeitura de Corupá

No Ginásio de Esportes Willy Germano Gessner, no bairro João Tozini, houve problemas com destelhamento e a garagem coberta foi totalmente destruída. Um carro da prefeitura chegou a ser atingido.

Segundo o prefeito João Carlos Gottardi, ainda não é possível confirmar o valor do prejuízo com o vendaval, tanto nos espaços públicos como nas propriedades particulares.

Houve muito prejuízo em plantações de banana e os agricultores ainda avaliam os danos.

“Mas já estamos buscando maneiras de solicitar apoio do Estado com recursos e vamos tratar a recuperação da cidade como prioridade”, disse o prefeito.

 

Com informações da Assessoria de Imprensa.

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram Jaraguá do Sul