O procedimento cirúrgico ocorreu na tarde de ontem (4) e foi realizado pelo neurocirurgião Dr. Cleber, no Hospital e Maternidade São José, em Jaraguá do Sul. Segundo a esposa Sandra Andrade, está tudo bem com o Osni Andrade. "Ontem a noite ele foi para o quarto. Logo queria comer e ir embora. Comer podia, mas ir embora não. Tive que acalmá-lo. Durante a noite ele acordou muitas vezes e por volta das duas da madrugada tive que dar um lanche, pois ele estava com fome. Quase não dormiu. Por volta das 6h15 estava falando com a mãe dele. Dormiu um pouco até 7h, quando veio o café. Depois o médico passou e conversou com ele. A cirurgia ocorreu tudo bem. Sábado vai ter alta", relatou. Sandra também falou sobre o estado do marido. " Ele está feliz, embora esteja com sequela no lado esquerdo do corpo, que só o tempo vai poder dizer se vai ou não melhorar. A memória ainda falha", contou Sandra.  Osni já passou por cinco cirurgias até o momento. "Fez duas na perna esquerda, uma no tornozelo, uma na cabeça e esta agora também no crânio (cranioplastia)", disse a esposa. Na última terça-feira (3), Osni e Sandra prestaram depoimento na Delegacia de Polícia e a família pretende entrar na justiça. Relembre o acidente: No dia 20 dezembro de 2015, por volta das 20h35, o ciclista Osni de Andrade, de 53 anos, foi atropelado por um carro na Rua Manoel Francisco da Costa, no bairro João Pessoa, em Jaraguá do Sul. Ele foi socorrido com vários ferimentos pelo corpo, entubado e encaminhado em estado crítico ao Hospital São José. Osni ficou cerca de 10 dias em coma induzido, 16 dias na UTI, e saiu do Hospital São José no dia 23 de janeiro. A família dele contou na época que o acidente foi causado por um motorista embriagado, que não prestou socorro à vítima e ainda fugiu do local do acidente. Uma pessoa conseguiu anotar a placa do veículo e o motorista foi localizado, porém foi solto dias depois. Saudade de pedalar: Um dia antes da cirurgia, Osni matou a saudade e foi rever a bike. Nas redes sociais, a esposa comentou: "Muito em breve tudo voltará ao normal. Logo ele terá o equilíbrio de novo".