A Polícia Civil de Criciúma, por meio da Divisão de Investigação Criminal (DIC), elucidou o homicídio de Ricardo Madruga de Oliveira, de 18 anos.

O jovem foi assassinado a tiros em 6 de março deste ano no bairro Cristo Redentor.

Através de investigações realizadas pela Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa da DIC, descobriu-se que o autor do homicídio foi um adolescente, de 17 anos.

Segundo o delegado André Milanese, o menor confessou a autoria do assassinato alegando ter matado Robson por ele ser "talarico", o que, na gíria da criminalidade, significa a pessoa que se relaciona ou "dá em cima" de mulheres casadas.

“O adolescente possui diversas passagens policiais por tráfico de drogas, não informando de quem era a pistola utilizada no homicídio. A DHPP dará continuidade à investigação para apurar denúncia sobre a participação de uma segunda pessoa no homicídio, sendo remetida cópia do Inquérito Policial à Delegacia de Proteção à Criança, Adolescente, Mulher e Idoso (DPCAMI) para que o adolescente infrator seja responsabilizado pelo homicídio qualificado, por motivo fútil e impossibilidade de defesa da vítima", relatou o delegado.

100% de resolução

"Com a identificação da autoria restam esclarecidos os sete homicídios praticados este ano em Criciúma, ou seja, 100% de resolução”, concluiu a autoridade policial.