Menina de 10 anos é raptada em Jaraguá e estuprada em Massaranduba

Menina de 10 anos é raptada em Jaraguá e estuprada em Massaranduba Menina de 10 anos é raptada em Jaraguá e estuprada em Massaranduba

Segurança

Por: OCP News Jaraguá do Sul

quinta-feira, 04:01 - 09/06/2016

OCP News Jaraguá do Sul
Um caso de estupro contra uma menina está sendo investigado pela Polícia Civil, através da Delegacia de Proteção à Criança, Adolescente, Mulher e Idoso. De acordo com a delegada Milena de Fátima Rosa, a vítima de 10 anos andava pela rua na tarde de terça-feira (7) em Jaraguá do Sul, quando um homem moreno chamou por ela na BR-280, perto de Nereu Ramos. Ao se aproximar, a criança foi puxada pelo braço para o interior de um veículo e levada até um bananal em Massaranduba, onde foi abusada sexualmente. A menina foi deixada perto de Guaramirim e de lá conseguiu pegar um ônibus para voltar para casa. Conforme a polícia, o estuprador não foi encontrado até o momento. "O suspeito não foi localizado, pois quando tomamos conhecimento dos fatos já não tinha mais como fazer o rastreamento, mas estamos com uma investigação contínua para identificar essa pessoa e para que responda por este crime. Ele inclusive falou para a vítima que já teria abusado de uma menina de 10 anos de idade", disse a delegada. "A mãe ficou muito abalada com a situação, que é delicada. Ela tem outros filhos e precisa de auxílio da menina para levar e buscar as crianças na escola, e foi nesse trajeto que ocorreu a abordagem. Recomendo que os pais conversem muito com seus filhos para não darem atenção para estranhos que puxarem conversa. Esse cidadão falou para a menina que conhecia o pai dela, perguntou onde morava. Orientem os filhos a evitar pegar carona com estranhos, mesmo que falem que são conhecidos da família, se nunca viu essa pessoa antes, nunca se aproxime ou entre no veículo", enfatizou. A menina chegou a passar mal ao narrar os fatos na delegacia. "Ela foi encaminhada ao IML na mesma data do fato, mas não tivemos o retorno do laudo. Mesmo não confirmado no laudo, a pessoa pode responder por estupro de vulnerável, porque se considera como estupro, além da conjunção carnal, qualquer ato libidinoso, então se ele passou a mão nas partes íntimas dela já é crime de estupro, cujo a pena vai de 8 a 15 anos de reclusão", citou Milena. Outras informações sobre este fato estão sendo preservadas para evitar a exposição da vítima e da família. O caso está sob investigação. “Colabore com a Polícia, denuncie! Disque 181."
×