Um pediatra foi violentamente agredido na madrugada do último domingo (5) ao chegar para trabalhar na Unidade de Pronto Atendimento do Sul da Ilha, em Florianópolis.

 

De acordo com a polícia, o médico Claudio Santos Pacheco foi perseguido até ao local de trabalho e, ao parar o carro no estacionamento da UPA, foi agredido por um grupo de homens.

Ele ficou inconsciente e, na sequência, foi deixado atrás da unidade, em um local que está passando por obras de ampliação.

Após ser localizado, o médico foi levado para o Hospital Celso Ramos, mas seu estado de saúde não foi divulgado. A polícia está investigando a motivação do crime -- até o momento, nenhum suspeito foi localizado.

 

Receba no seu WhatsApp somente notícias sobre Segurança Pública da região (Trânsito, Operações Policiais. etc...):

Telegram