A Polícia Civil de Forquilhinha indiciou um médico por importunação sexual.

O crime, que completou um ano em setembro, prevê pena de cinco anos de prisão.

O médico atuava em postos de saúde do município e já foi exonerado do Poder Executivo.

A vítima, que foi assediada, procurou a Polícia Civil que constatou elementos, realizou diligências e ouviu testemunhas, o que resultou no indiciamento.

O inquérito policial já foi encaminhado ao Poder Judiciário para apreciação do Ministério Público, para possível denúncia.

Mais vítimas

Outro caso teria ocorrido em um posto de saúde no bairro Mina do Toco, em Criciúma, e há fortes suspeitas de que tenham ainda mais vítimas.

Como o caso corre em sigilo, por tratar-se de crime sexual, a identidade do acusado não foi divulgada, mas a Polícia Civil pede que, quem tenha sofrido algo semelhante de algum profissional de saúde, que procure a delegacia mais próxima e realize o registro da ocorrência.

Entenda:

Importunação sexual

Art. 215-A - Praticar contra alguém e sem a sua anuência ato libidinoso com o objetivo de satisfazer a própria lascívia ou a de terceiro:

Pena - reclusão, de 1 (um) a 5 (cinco) anos, se o ato não constitui crime mais grave.

Imagem Meramente Ilustrativa