Em sessão do Tribunal do Júri na comarca de Bom Retiro, na Serra Catarinense, um homem foi condenado a 16 anos de reclusão, em regime fechado, por matar a esposa com golpes de martelo e estrangulamento.

O homicídio foi qualificado por motivo fútil, recurso que dificultou a defesa da vítima, asfixia e feminicídio.

O crime ocorreu em março de 2021, na residência do casal, em uma localidade do interior.

Eles haviam discutido anteriormente. Esse teria sido o motivo que levou o réu a surpreender a vítima com golpes de martelo na cabeça, o que lhe causou intenso sofrimento.

Em seguida, ele asfixiou a companheira por estrangulamento.

A juíza Carolina Cantarutti Denardin manteve a prisão preventiva do acusado, que tem 45 anos e está recolhido no Presídio Regional de Lages.

O processo tramita em segredo de justiça.

Receba no seu WhatsApp somente notícias sobre segurança pública da região (acidentes de trânsito , ações policiais):