A Guarda Municipal de Florianópolis abordou e submeteu ao teste do bafômetro 210 motoristas durante mais uma blitz da Lei Seca. Ao menos um condutor foi flagrado acima do limite de tolerância de álcool no sangue. Outros quatro se recusaram a fazer o teste.

A ação foi realizada na noite desta sexta-feira (12), na Rua Capitão Euclides de Castro, Bairro Coqueiros, na região continental da Capital. A fiscalização durou duas horas, com a participação de 18 agentes.

Confira o resultado da operação

  • 1 motorista foi autuado por dirigir sob a influência de álcool, medida realizada 0,32 mg/l. Foi autuado em R$ 2.934.70. Nesse caso não configurou crime.
  • 4 condutores se recusaram a fazer o teste do etilômetro, consequentemente foram aplicadas as medidas administrativas: auto de infração no valor de R$ 2.934.70, remoção do veículo e suspensão do direito de dirigir por 1 ano.
  • 1 motoristas foi flagrado dirigindo veículo registrado que não esteja licenciado, consequentemente foi autuado. Ele vai ter que desembolsar R$ 293,47.
  • 1 condutor foi flagrado por dirigir veículo sem possuir CNH, consequentemente foi autuado em R$ 880.41.
  • 2 Veículos removidos por medida administrativa.

Entenda as medições

  • De 0,01 mg/l até 0,04 mg/l é desconsiderado, porém não se pode entender como limite para ingerir álcool. Na verdade, é uma margem de erro relativa a aferição do equipamento.
  • O resultado é considerado positivo quando for igual ou superior a 0,05 mg/l e até 0,33 mg/l.  Nesse caso o condutor sofrerá apenas as medidas administrativas, auto se infração no valor de R$ 2.934.70, remoção do veículo e suspensão do direito de dirigir por 1 ano.
  • Se o teste apontar a medida igual ou superior a 0,34 mg/l, além de todas a medidas administrativas também será dado voz de prisão e conduzido até a delegacia.

Quer receber as notícias no WhatsApp?