A última madrugada de novembro foi bastante violenta na mais populosa cidade de Santa Catarina. Dois homens foram assassinados nesta sexta-feira (30). Um dos casos está sendo investigado como latrocínio, que é o roubo seguido de morte. O outro como homicídio.

A primeira ocorrência foi registrada no final da madrugada, na rua Jaroslau Clamente Pesch, bairro Nova Brasília, zona Oeste de Joinville. De acordo com informações do delegado da DIC (Divisão de Investigação Criminal), da Polícia Civil de Joinville, Fábio Estuqui, a vítima recebeu vários golpes de faca no abdômen.

Ferido, o homem até tentou buscar ajuda, abordando um ônibus do transporte coletivo, mas não resistiu e morreu antes mesmo da chegada do socorro. Ele foi identificado como sendo Sidnei Hass Pereira, 50 anos.

“Este caso será investigado pela DIC, porque tudo indica que trata-se de um latrocínio. A vítima teve a carteira e o carro, um Fiat/Siena prata roubado. De acordo com a companheira, Sidnei trabalhava em uma ferramentaria e voltava do trabalho. O veículo foi localizado ainda pela manhã, abandonado próximo ao 62º Batalhão de Infantaria”, detalhou.

Traumatismo craniano pés e mãos amarradas

O segundo corpo foi localizado por volta das 9h, jogado em uma vala no quilômetro 7 da rua Santa Catarina, bairro Santa Catarina, região Sul de Joinville. A vítima é do sexo masculino estava com ferimentos na cabeça, tinha mão e braços amarrados e uma blusa entrelaçada no pescoço. Um morador da região viu o corpo e acionou a Polícia Militar.

A equipe de reportagem do OCP News, apurou que a causa da morte foi traumatismo craniano.

“Este caso será investigado pela Delegacia de Homicídio. A vítima não portava documentos. É um homem com cerca de 30 a 45 anos de pele branca e barba. No ombro, há uma tatuagem no estilo tribal”, disse o delegado da Polícia Civil de Joinville, Fábio Estuqui.

De acordo com o IML (Instituto Médico Legal), até as 14h30 desta sexta ele não tinha sido identificado.

Quem tiver informações sobre estes crimes deve procurar a DIC (Divisão de Investigação Criminal) ou a DH (Delegacia de Homicídios de Joinville). Denúncias podem ser feitas de forma anônima pelo telefone 181 ou ainda pela página da DH no Facebook.

Quer receber as notícias no WhatsApp?