Um homem identificado como “Monstro” foi morto em confronto com a Polícia Militar na rua Argino Osvaldo Cordeiro, no loteamento Jardim Progresso, em Tijucas, na Grande Florianópolis, por volta das 9h desta terça (31). O caso ocorreu na localidade conhecida como "Sem Terra”, onde a incidência de tráfico é considerada alta.

Após a troca de tiros, a Polícia chegou a acionar os socorristas do Corpo de Bombeiros, mas quando a ambulância chegou no local, o homem, também conhecido como MT, já estava sem vida. O corpo foi levado para o IML de Balneário Camboriú.

“Monstro” foi morto em confronto com a Polícia Militar | Foto Polícia Militar/Divulgação

De acordo com a PM, Monstro assumiu a gerência do tráfico de drogas na cidade, no lugar de Lacoste que morreu há cerca de um mês, e portava uma pistola Glock 9mm, de uso restrito às forças policiais, com seletor de rajadas. Ele é suspeito de envolvimento numa tentativa de homicídio contra o empresário Chafi Calil Neto, dono de uma loja de móveis usados em Tijucas, crime ocorrido há poucos dias.

Segundo o major Éder Jaciel de Oliveira, comandante da PM de Tijucas, a ação começou por volta das 5h30. “A ação visava coibir o tráfico de drogas na comunidade do Jardim Progresso. O objetivo principal da operação seria prender o gerente do tráfico de drogas do local, que assumiu o posto do vulgo Lacoste, morto em confronto com a PM. Então nós entramos no terreno e ficamos escondidos afim de esperar o movimento dos traficantes, em dado momento foi possível visualizar esse gerente MT ou Monstrinho, momento em que houve um confronto e este acabou sendo morto”, informou o major.

Quer receber as notícias no WhatsApp?