Laudo aponta pequenas hemorragias no pulmão de fã que morreu em show de Taylor Swift

Foto: Reprodução Redes Sociais

Por: Claudio Costa

21/11/2023 - 07:11

 

Um laudo, feito a partir de um exame necroscópico no IML do Rio de Janeiro, apontou pequenas hemorragias no pulmão Ana Clara Benevides, de 23 anos.

A jovem morreu depois de passar mal durante o show da cantora Taylor Swift, na sexta-feira (17).

O caso registrado como morte suspeita segue sob investigação da Polícia Civil do Rio de Janeiro.

Exames toxicológicos e o exame histopatológico foram solicitados para que seja possível determinar os possíveis cenários que causaram a evolução dos sintomas, que resultaram na morte de Benevides.

De acordo com a delegada Juliana Almeida, há diversos fatores que causam a hemorragia no pulmão e é necessário aguardar os resultados dos exames para chegar à conclusões sem se precipitar.

“Calor, insolação e desidratação são alguns desses fatores, mas sem o resultado dos exames, não temos como afirmar que seja isso”, explica.

A previsão de entrega dos resultados é de 30 dias, segundo a delegada.

 

Quer receber as notícias de segurança mais rápido? Então, clica aqui e entra no grupo OCP Segurança no Whatsapp!

 

O corpo da jovem já foi liberado e todo o material necessário para os exames complementares já foram disponibilizados.

Sobre a possibilidade de Benevides ter morrido de calor, a delegada explica que qualquer conclusão neste momento é prematura.

“Agora é prematuro afirmar que a Ana Clara morreu por hipertermia – excesso de calor – Se tudo der negativo, poderemos chegar a conclusão de que foi por causa do calor”, finaliza.