O julgamento de Everton Balbinott de Souza, autor do assassinato da jovem Bianca Wachholz, foi marcado para o dia 23 de outubro, às 9h. O júri aberto ao público será presidido pelo juiz Juliano Rafael Bogo, da 1ª Vara Criminal da Comarca de Blumenau.

O réu é acusado pelos crimes de homicídio qualificado, ameaça e porte ilegal de arma de fogo. O crime de homicídio qualificado tem penas previstas entre 12 e 30 anos de reclusão; a de ameaça entre 1 e 6 meses de detenção; e a de porte ilegal de arma entre 2 e 4 anos de reclusão.

O fato ocorreu no dia 25 de julho de 2018, dentro da casa da mãe da vítima, no bairro Itoupava Central. Balbinott foi preso preventivamente dois dias depois e permanece detido no Presídio Regional de Blumenau.

Na ocasião, ele pulou o muro da casa, entrou no local e sacou a arma que até então estava escondida na calça. Depois de empurrar a ex-sogra, Everton foi até o banheiro, onde a vítima tentou se esconder, e efetuou um disparo de arma de fogo contra a cabeça de Bianca.

O ex-namorado teria tirado a vida da artista plástica para que "ela não se envolvesse com mais ninguém”, segundo denúncia do Ministério Público.

Quer receber as notícias no WhatsApp?