A jovem de 21 anos que atingiu o companheiro de 22 anos com uma facada na noite de ontem, no apartamento do casal, situado na rua Felipe Schmidt, área central de Criciúma, passou na tarde desta segunda-feira por audiência de custódia no Fórum. A Justiça entendeu que ela agiu em legítima defesa e então concedeu liberdade provisória.

O caso

Na noite de ontem, a Polícia Militar ao chegar ao local foi recepcionada pela jovem pedindo ajuda para socorrer o companheiro. Inclusive vizinhos relataram que não escutaram nenhuma discussão, conforme divulgado anteriormente, apenas ela pedindo socorro por ele.

O Samu foi acionado e constatou o óbito ainda no local. Otávio Gabriel Rodrigues foi atingido por uma faca de serra de cozinha com somente um golpe na região da virilha, o que foi fatal. Segundo a PM, no apartamento estava uma criança de sete meses, filha do casal. A mulher relatou para os policiais que era agredida com frequência pelo companheiro, que tem até uma medida protetiva, porém havia retornado a morar com ele há aproximadamente um mês.

Ontem à noite, ele, ao chegar em casa, falou que ela “não era uma boa mãe e que tinha certeza que estava conversando com seu ex". Ela teria ainda comentado que iria embora, o que gerou ainda mais a fúria do agressor.

Em seguida, foi para a cozinha fazer mamadeira para a filha e que ele a seguiu lhe chamando com palavrão e lhe pegando pelo pescoço. Que enquanto a sufocava, o único objeto que estava a seu alcance foi uma faca a qual utilizou para se defender das agressões. Ela informou ainda que, momentos antes, ele já havia lhe agredido, inclusive colocando o joelho em seu pescoço.

O casal morava em Canoas, no Rio Grande do Sul, e estava em Criciúma há uns cinco meses. Em 27 de dezembro do ano passado, Otávio chegou a ser preso em flagrante após agredi-la e a injuriado.

 

 

Foto: Reprodução Linha Verdade/RTV