Uma investigação, realizada pela Polícia Civil do Estado de Santa Catarina, através da Delegacia de Polícia Civil da Comarca de Forquilhinha, que apurou crime contra a dignidade sexual de criança e adolescente, resultou em uma alta condenação.

Durante as investigações, representou-se pela prisão preventiva do investigado, sendo-a deferida e cumprida.

Segundo o delegado Ricardo Kelleter, o investigado foi condenado pela prática de crimes contra a dignidade sexual, com pena de 56 anos, nove meses e dez dias de reclusão, a ser resgatada, inicialmente, no regime fechado.

Outras informações não foram divulgadas, pois o caso tramita em segredo de justiça.