Sete integrantes de uma facção criminosa que atuava no tráfico de drogas no Alto Vale do Itajaí foram condenados a penas de 13 a 36 anos de prisão, totalizando 147 anos. A denúncia foi feita pelo Ministério Público de Santa Catarina.

A operação que desfez a organização criminosa que agia a partir de Presidente Getúlio foi deflagrada em junho de 2018, quando o Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco) cumpriu 28 mandados de prisão preventiva e deteve outras seis pessoas em flagrante.

Na ocasião, também foram cumpridos 24 mandados de busca e apreensão nos municípios de Presidente Getúlio, Ibirama, Lontras e Witmarsum, resultando na apreensão de armas, entorpecentes (maconha, cocaína, LSD e crack), uma quantia aproximada de R$ 90 mil em dinheiro, sete automóveis e duas motocicletas.

Os sete integrantes da facção criminosa permaneceram presos preventivamente durante todo o curso do processo e foram condenados pela prática dos crimes de organização criminosa, tráfico de drogas, porte ilegal de arma de fogo de uso restrito e lavagem de dinheiro.

Quer receber as notícias no WhatsApp?