Júri condena rapaz que surpreendeu colega de trabalho com tiro fatal de espingarda

Foto: Freepik

Por: Claudio Costa

22/09/2023 - 09:09 - Atualizada em: 22/09/2023 - 09:30

Em sessão do Tribunal do Júri da comarca de Lages, um homem foi condenado a 12 anos de reclusão, em regime fechado, por matar o colega com um tiro de espingarda no interior de São José do Cerrito.

Os jurados reconheceram a qualificadora do recurso que dificultou a defesa da vítima, pois o rapaz alvejou o companheiro enquanto descansava no alojamento do local onde trabalhavam.

O homicídio ocorreu na madrugada do dia 8 em outubro de 2017. Segundo consta na denúncia, ambos estavam alcoolizados e teriam discutido antes do fato.

O réu, que tinha 20 anos na época, foi até sua casa e buscou uma espingarda para matar o companheiro. Houve apenas um disparo, que atingiu a região do tórax.

Ele confessou ter assassinado a vítima. A confissão e o fato do réu ter menos de 21 anos quando o crime ocorreu, chamada menoridade relativa, foram circunstâncias que atenuaram a pena.

O magistrado sentenciante manteve a prisão preventiva e não concedeu o direito do homem recorrer em liberdade.

Image by rawpixel.com on Freepik