Sessão de quinta-feira teve desfecho após quatro horas de julgamento | Foto Thiago Dias/Assessoria de Imprensa TJ
Sessão de quinta-feira teve desfecho após quatro horas de julgamento | Foto Thiago Dias/Assessoria de Imprensa TJ

Em menos de quatro horas de sessão, os jurados do Tribunal do Júri da comarca de Joinville decidiram condenar Diego Moreira Cordeiro, de 22 anos, a uma pena de 16 anos de reclusão, em regime fechado, pelo homicídio de Jessé Carlos Pereira, de 29 anos. O crime aconteceu em um condomínio residencial da rua Juliano Busarello, no bairro Boehmerwald, em novembro de 2017.

A sessão de julgamento, ocorrida nesta última quinta-feira (21), foi presidida pelo titular do Tribunal do Júri da comarca, juiz Gustavo Aracheski. O réu havia confessado o crime em depoimento na delegacia de polícia logo após o ocorrido. Porém, diante de todo o júri, preferiu permanecer em silêncio.

Com auxílio de uma faca, segundo a denúncia, o jovem desferiu vários golpes em um pretenso amigo, com quem tivera desavença anterior. Logo após a agressão, a vítima, mesmo ferida letalmente, esboçou uma fuga. Foi nesse momento que o réu arremessou a vítima pela janela no terceiro andar de seu apartamento, onde ocorreu o crime.

Pela denúncia do Ministério Público, o réu, de forma dissimulada, atraiu a vítima até o local com o falso pretexto de conversarem. A vítima foi surpreendida pelo réu, que a atacou de surpresa. No local havia também outras duas pessoas, não identificadas porque conseguiram fugir logo após o ocorrido.

Quer receber as notícias no WhatsApp?