A 5ª Delegacia de Polícia de Florianópolis investiga, sob sigilo, as circunstâncias de um crime cometido na segunda-feira (31) quando três homens teriam estuprado um jovem de 22 anos. Segundo informações preliminares, eles teriam inserido objetos no ânus do rapaz e feito uma tatuagem a força.

Além disso, o jovem teria sido jogado na rua e agredido com objetos cortantes. Após a violência, ele foi encaminhado ao hospital em estado grave. As razões do crime não foram divulgadas.

A polícia trabalha com hipótese que a motivação tenha relação com a orientação sexual do jovem, já que os agressores tatuaram a vítima com palavras homofóbicas.