JARAGUÁ: Pais pedem ajuda para menino de 8 anos que luta contra um câncer ósseo

Os pais com o filho Ariel Os pais com o filho Ariel

Segurança

Por: OCP News Jaraguá do Sul

segunda-feira, 08:07 - 20/06/2016

OCP News Jaraguá do Sul
Em apoio ao filho que passa por quimioterapia, o pai raspou a cabeça igual ao menino. O jaraguaense Ariel dos Santos Gonçalves, de 8 anos, está em tratamento contra um câncer ósseo no fêmur direito. A doença foi descoberta pela família há apenas seis meses. De acordo com a mãe, Suelen Espindola dos Santos, 29 anos, tudo começou com uma dor. "Levamos nosso filho ao hospital e disseram que não era nada. Mas a dor persistiu, então encaminhamos ao ortopedista, marcamos a ressonância e já acusou a doença. A biópsia apontou Sarcoma de Ewing, tumor ósseo maligno, agressivo e com possibilidade de amputação da perna caso não reaja ao tratamento de quimioterapia", comentou. Os pais passaram por muita angústia até descobrirem a doença do menino. "Foi muito difícil ver meu filho com dor e não poder ajudar. Levamos ao médico, mas ele dizia que não tinha nada. Vi meu filho parar de brincar, por não suportar correr e ficar de pé por muito tempo. Ele sempre foi saudável e antes disso nunca precisou ficar no hospital. Foi muito difícil fazer os exames, pois meu filho não suporta barulho. Durante os 30 minutos da ressonância magnética, segurei a mão dele, para acalmá-lo, pois ele tremia de medo e de desconforto por causa barulho alto. Quando recebemos o resultado e abrimos, foi como se nosso mundo tivesse caído. O chão sumiu dos meus pés, só pensava que era injusto demais. Levamos dois dias para conseguir pensar, mas Deus nos confortou e entendemos que tudo tem um propósito e graças a Ele estamos confiantes na cura. O Ariel reage bem e contagia quem está perto pela sua força", relatou emocionada. Moradores da rua Ervino Raasch no bairro Rau em Jaraguá do Sul, a mãe Suelen Espindola dos Santos, de 29 anos, trabalha no Supermercado Brasão e o pai Alessandro Goulart Gonçalves, de 30 anos, trabalha no turno noturno na Lunender. Ariel é filho único e os pais revezam os cuidados ao filho,  enquanto um trabalha, o outro está em casa na companhia do menino, que atualmente não pode ir para a escola. "Ele recebe aula em casa, a escola manda a professora de acordo com a disposição dele, pois o tratamento é muito agressivo", disse a mãe. A primeira etapa do tratamento de quimioterapia já ocorreu. Foram três dias seguidos, agora são quinze dias de repouso até a próxima sessão. No total, serão sete etapas de tratamento, explicou a mãe. Apesar da doença e da dificuldade para andar, Ariel é um menino alegre e adora brincar. Devido ao procedimento de quimioterapia, Ariel perdeu os cabelos. Ele também sente enjoos, está com palidez e com o lábio sensível, relatou Suelen. O médico é o Doutor Gilberto Pasqualotto e o tratamento é realizado em Joinville, onde há oncopediatria no Hospital Infantil Dr. Jesser de Amarante Faria. Através de uma rifa, a família está pedindo ajuda para as despesas com o deslocamento para Joinville e também com as consultas, pois não estão dando conta. O menino frequenta ortopedista, oncologista, cardiologista, psicóloga e nutricionista.  Por isso, a mãe Suelen pede apoio: "Agora que vocês conhecem a história do meu guerreiro, que está com câncer, venho pedir a colaboração de quem possa ajudar e orar por ele. Estamos fazendo uma ação entre amigos. O primeiro prêmio é R$800,00 reais e o segundo R$200,00 reais. Com cinco reis você adquire dois números". Para adquirir números, basta entrar em contato com Suelen Espindola pelo whatsApp (47)9190-4825 ou comprar nos pontos de venda: Supermercado Brasão do bairro Rau ou na Padaria Pront Pani, próximo ao Arroz Urbano. O sorteio será pela loteria federal no dia 16 de julho de 2016. Você também pode ajudar através de depósito bancário: Banco Bradesco, Agência 0356, conta corrente 0075592-3, nome Suelen Espindola.
×