Jaraguá do Sul registrou dois homicídios no primeiro semestre de 2022. O primeiro crime foi registrado na cidade neste ano foi um feminicídio.

Patricia Corrêa, de 43 anos, foi morta a tiros no dia 27 de janeiro pelo companheiro em um bar às margens da SC-110, no bairro Rio Cerro I.

Ao ser preso, Aníbal Damião, de 54 anos, confessou que atirou em Patrícia para matar. De acordo com informações apuradas pelo OCP, Aníbal chegou em um bar com outro homem em um Citroën C3.

Aníbal teve uma discussão com a companheira no local e atirou contra a nuca dela com um revólver calibre .32.

A mulher morreu antes da chegada das equipes de emergência e o autor preso logo em seguida.

Aníbal está preso preventivamente no Presídio Regional de Jaraguá do Sul.

Crime organizado

O segundo homicídio do ano ocorreu na noite do dia 15 de abril, na rua Benildo Zamin, no nas proximidades do viaduto do bairro Centenário.

Um jovem foi executado a tiros por dois homens em uma moto.

A principal linha de investigação da Polícia Civil está ligada ao envolvimento de William Martins Moreira, de 19 anos, com uma facção criminosa de Santa Catarina.

William Martins Moreira, de 19 anos, foi executado no bairro Centenário | Foto: Fábio Junkes/Arquivo OCP News

De acordo com o delegado titular da DIC (Divisão de Investigação Criminal), Daniel Dias, a Polícia Civil investiga o crime.

"A vítima cometeu uma série de crimes, estava envolvido em um outro homicídio em Joinville e era envolvido com o crime organizado, com o tráfico de drogas, o que dificulta o esclarecimento desse fato. Nós temos bastante informações sobre o crime. Acredito que nas próximas semanas teremos uma conclusão dessa investigação", destaca.

Dias reitera que o número de homicídios é baixo para uma cidade com cerca de 184 mil habitantes.

O delegado reforça que esse índice é resultado do trabalho conjunto das forças de segurança.

"A polícia tem feito um bom trabalho e a população colabora com a segurança no município. Os órgãos de Justiça têm conseguido manter esse índice de criminalidade baixo", reitera.

Receba no seu WhatsApp somente notícias sobre segurança pública da região (acidentes de trânsito , ações policiais):

Whatsapp

Grupo OCP Segurança

Telegram

OCP Segurança