A comunidade de Santa Luzia está feliz com a nova profissional que chegou na unidade nesta quinta-feira (2). Sem um médico com carga horária 40 horas semanais desde julho do ano passado (devido ao pedido de exoneração do médico que atuava na unidade), os pacientes precisavam se deslocar até outra unidade ou esperar bem mais do que o normal para se consultar. Agora, o posto de saúde Ana Pretti Pedri conta com a médica Gabriela Morato Ferreira, 25 anos, formada pela Univille (Universidade da Região de Joinville). Ela se inscreveu no Programa Mais Médicos, do Governo Federal, e foi chamada para sua primeira opção: Jaraguá do Sul. “Quero ajudar essa comunidade. Vamos iniciar em breve grupos para tabagistas, hipertensos. Ajudá-los em suas dificuldades. Também quero criar vínculo com a comunidade, através das visitas domiciliares, das consultas. Amo os idosos. Teremos muito trabalho aqui”, relata Gabriela, que é natural de Bebedouro (SP), mas mora em Joinville. A auxiliar de produção Elisabeth Fátima Junkes, 25 anos, gestante de dois meses, está mais segura com a presença da médica no posto. “Antes precisava ir até o Pama 1 se estivesse gripada ou doente. Agora vou poder acompanhar minha gravidez com uma médica aqui no meu bairro”, comenta. O posto de saúde do bairro Rio Cerro II, que também não contava com médico 40 horas, também conta com uma médica. Gabriela Guimarães Gonçalves, formada pela UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina), veio para a cidade através do Programa Mais Médicos, em que o governo federal paga o salário do médico e o município fica responsável pelo transporte, alimentação e cuida da moradia do profissional, além de dar suporte à formação contínua do profissional.