Irmãos que mataram quatro pessoas e tentaram matar outras cinco viram réus em SC

Foto: Reprodução Redes Sociais

Por: Claudio Costa

22/04/2023 - 11:04 - Atualizada em: 22/04/2023 - 11:25

A denúncia contra os dois homens acusados da morte de quatro pessoas em janeiro deste ano, em Campo Erê, extremo oeste do Estado, foi aceita pela Justiça.

Com isso, os irmãos passam a ser réus no processo. A primeira audiência de instrução, em que os acusados serão ouvidos, está agendada para o início de maio, sob responsabilidade do juízo da Vara Única da comarca local.

Desta forma, a dupla responderá a processo por homicídio qualificado por motivo fútil, meio cruel e uso de recurso que dificultou a defesa da vítima – cometido por três vezes. Todas essas qualificadoras também foram consideradas para outra vítima que teve ainda uma quarta qualificadora denunciada, a de crime praticado contra pessoa maior de 60 anos de idade.

Os irmãos também foram denunciados por cinco tentativas de homicídio qualificadas por motivo fútil, meio cruel, uso de recurso que dificultou a defesa da vítima e crime cometido contra menor de 14 anos.

O crime

De acordo com a denúncia apresentada, após o suicídio do irmão, os dois acusados se dirigiram a um bar no interior do município e, com uma espingarda, atiraram contra a cunhada – a quem atribuíram a culpa pela morte do irmão – e contra um homem que lá estava.

Na residência atrás do bar, outras duas pessoas foram mortas. Carlos Delfino dos Santos, de 63 anos, Emídia dos Santos, de 53, Marinalva dos Santos, de 18, filha de Emídia; e Ana Cláudia Schultz, de 35, foram mortos a tiros.

Os dois ainda dispararam contra outras cinco pessoas que estavam no local, que foram socorridas a tempo de se recuperar. A maioria das vítimas tinha relação direta com a cunhada e o irmão falecido dos denunciados.