Em uma entrevista realizada pelo site poder 360 na última quinta-feira (12), o ministro da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicações, Gilberto Kassab, afirmou que até o segundo semestre de 2017 o governo e a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) pretendem regulamentar a vendas de pacotes para assinantes de banda larga fixa. De acordo com Kassab, o principal objetivo é beneficiar o usuário que usa os serviços. A proposta é para que exista um equilíbrio no uso da internet. “Esperamos que o serviço seja o mais elástico possível, pois as operadoras têm os seus limites”, diz o ministro.

Veja o vídeo  da entrevista 

https://www.youtube.com/watch?v=rEFmYocxUPY Gilberto Kassab deixou claro que os planos não serão ilimitados. Os usuários que acabarem  com os limites previstos no pacote incluso terão que pagar a mais para continuar navegando. Conforme ele, o assunto ainda está em andamento e terá que esperar a definição do cenário de telecomunicações com a nova lei das teles para que o tema das franquias de banda larga fixa seja discutido. O tema gerou polêmica em 2016, quando a Vivo alterou os regulamentos. A operadora iria suspender os serviços quando o usuário atingisse um determinado limite de acessos. Na época, a Anatel voltou atrás na decisão diante das reclamações da população.  

Fonte: Tecmundo