Com informações do jornal A Gazeta. O soldado da Polícia Militar Cleverson Francisco Alves, internado desde segunda-feira (10) UTI (Unidade de Terapia Intensiva), está reagindo bem aos procedimentos realizados no hospital Dona Helena, em Joinville. Aos poucos está sendo diminuída a dosagem de sedativos do PM. A informação é da esposa de Cleverson, Sonia Aparecida Correia Alves, e do cunhado do policial, Vagner Gaissler, a partir das informações repassadas pelos médicos que cuidam do caso. Saiba Mais:Soldado da PM ferido em Rio Negrinho está internado na UTI de hospital em JoinvilleHomem é morto após ferir PMs com foice em Rio Negrinho Os dois visitaram a sede da Polícia Militar em Rio Negrinho, onde conversaram com o comandante interino Jean Carlo Denk e demais colegas do soldado. Cleverson está lentamente respondendo a sinais simples, tendo reagido a estímulos apertando a sua mão e aos poucos despertando. “Seu estado de saúde ainda é delicado, principalmente devido ao risco de infecções, mas família, Polícia Militar e demais amigos estão lhe dando todo o apoio e torcendo por sua recuperação o mais breve possível”, destaca Denk. Cleverson e o também policial militar Marcos Romoaldo de Camargo sofraram ferimentos durante apoio a uma ocorrência do Samu no Distrito de Volta Grande. Leonir Antonio Lazarine teve um surto psicótico. Durante a ação, Lazarine desferiu golpes contra os PMs. O soldado Cleverson foi atingido por goles de foice na cabeça e ficou gravemente ferido.