Cinco pessoas foram condenadas por integrar uma facção criminosa catarinense voltada à prática de crimes como homicídios, roubos, tráfico de drogas, furtos, porte e posse de armas e dano ao patrimônio público, que agia dentro e fora do sistema prisional. A sentença foi proferida nesta quarta-feira (11) pela 3ª Vara Criminal de Blumenau.

Entre os condenados, dois são advogados. Conforme denúncia do Ministério Público, eles valiam-se das prerrogativas da função para atender aos interesses da facção, inclusive repassando ordens de membros da cúpula, que estavam presos, para os integrantes da organização criminosa fora das unidades prisionais.

O processo é um desdobramento de uma operação da Polícia Civil ocorrida no ano de 2013. A ação policial visava coibir a prática de atentados que aconteciam em todo o estado. Os ataques, entre eles incêndios de ônibus e disparos de armas de fogo contra prédios de órgãos públicos, eram ordenadas por presos da facção catarinense. A ação penal tramita em segredo de justiça e os réus podem recorrer da sentença em segunda instância.

Quer receber as notícias no WhatsApp?