Após um mês de levantamentos e troca de informações entre policiais militares de Garuva (SC) e Guaratuba (PR), na tarde deste domingo (12), policiais de Garuva realizaram o cumprimento de três mandados de prisões expedidos pela justiça paranaense. Um casal foi localizado e o terceiro não foi encontrado.

Cleiton Luiz Camilo, 35 anos, foi preso pelo crime de roubo, artigo 157 do Código Penal. No sistema consta uma sentença condenatória e um mandado preventivo. A mulher dele, Angélica Teresinha Silva, 26 anos, foi presa pelo crime de tráfico e associação ao tráfico, apresentando duas condenações que somam mais de 14 anos de prisão.

Segundo o comandante da Polícia Militar de Garuva, sargento Ivonei Polsin, durante as investigações os policiais descobriram que, após fugir de Guaratuba, o casal estava morando na cidade de Garuva, onde levava uma vida normal, ambos empregados e cuidando do filho de cinco anos. O homem de 35 anos relatou que ficou preso por 10 anos, e disse uma frase que chamou atenção dos policiais: “Este é o resultado da semeadura, minha colheita é a prisão, ganhei muito dinheiro roubando de outras pessoas, porém hoje não tenho nada”. Esta é mais uma operação integrada entre os Estados de Santa Catarina e do Paraná.

Angélica Teresinha Silva e Cleiton Luiz de Camilo têm um filho de cinco anos | Foto Divulgação/ Polícia Militar de Garuva
   
     
Leia também: Comandante da PM de Garuva faz desabafo sobre aumento de tráfico de drogas