A importância do Serviço Aeropolicial (Saer) e do Sarasul para os municípios do Sul de Santa Catarina foi apresentado durante a Tribuna Livre dessa terça-feira no Legislativo de Criciúma. A convite do vereador Daniel Antunes (PSL), participaram do momento o coordenador do Saer da Polícia Civil, delegado Alan Amorin, e o coordenador médico, Dr. José Nixon Batista.

Após 12 anos com base em Florianópolis, o Serviço Aeropolicial agora atende em Criciúma e abrange os municípios de Imbituba a Passo de Torres. Para ocorrências policiais, conforme o delegado, o atendimento é ofertado 24 horas, já para emergências médicas, o serviço é realizado das 7h às 19h, todos os dias.

Segundo o delegado, a aeronave de Criciúma ainda é locada e a Polícia Civil realiza o pagamento em relação às horas mensais. “Hoje nós temos como luta a conquista de uma sede e uma aeronave própria, para que possamos continuar no município”, ressaltou Amorin.

Em relação ao Sarasul, serviço aeromédico, os atendimentos iniciaram em dezembro de 2020 e são custeados pelo CISAMREC (Consórcio Intermunicipal de Saúde da Amrec). De janeiro a agosto já foram 137 atendimentos emergenciais.

“A gente achava que nos primeiros seis meses seria um serviço para as pessoas ainda se habituarem”, destacou o coordenador médico, doutor José Nixon Batista.

Atualmente, a equipe é composta por dez médicos, além de enfermeiros e uma farmacêutica. De acordo com os números apresentados na Tribuna, a região da AMREC corresponde a 45% dos atendimentos, seguida da AMUREL responsável por 28% e a AMESC com 26% das ocorrências médicas.

Fotos: Divulgação

O atendimento do Sarasul é feito através de uma regulação. “Hoje nós contamos com o Samu, Bombeiro, Polícia Militar, Polícia Rodoviária Federal e agora a CCR ViaCosteira. Eles acionam nosso serviço e nós regulamos a necessidade do deslocamento”, finalizou Batista.