O IGP (Instituto Geral de Perícias) removeu o corpo do homem que morreu afogado no rio Itapocu, em Guaramirim. As buscas feitas pelo Corpo de Bombeiros Voluntários duraram cerca de três dias e terminaram no fim da manhã desta terça-feira (13), por volta das 11h45.

 

 

O trabalho contou com o apoio de bombeiros mergulhadores de Jaraguá do Sul e de Joinville, além de marinheiros da Delegacia da Capitania dos Portos em São Francisco do Sul. O helicóptero Águia 1, da 2ª Companhia do Batalhão de Aviação, também sobrevoou a área.

 

 

De acordo com informações apuradas pelo OCP com pessoas conhecidas da vítima e que acompanhavam o resgate, o homem trabalhava como pedreiro e morava na estrada Bananal. Ele falou para a mulher que iria armar uma rede por volta das 17h de sábado (10), mas não retornou para casa.

No domingo (11), a companheira foi até o local onde a vítima pegou o barco e encontrou a motocicleta nas proximidades da empresa Mauriglass. O barco foi localizado em um paredão de pedras com os pertences pessoais do homem, inclusive uma rede.

Buscas com barcos e com o helicóptero Águia 1 foram feitas no primeiro dia. No segundo, mergulhadores passaram a vasculhar diversos pontos do rio e o trabalho ganhou o reforço da Marinha do Brasil. O terceiro dia de buscas resultou no encontro do corpo da vítima nas proximidades de uma draga.

 

Receba no seu WhatsApp somente notícias sobre Segurança Pública da região (Trânsito, Operações Policiais. etc...):

Whatsapp

Grupo OCP Segurança

Telegram

OCP Segurança