As equipes do Instituto Geral de Perícias (IGP) de Santa Catarina atuam no caso do assalto em Criciúma desde as primeiras horas do ocorrido.

Foram mobilizados peritos criminais, perito criminal bioquímico, papiloscopistas e agentes de perícia para a execução dos exames periciais.

O IGP atuará em duas frentes principais:

  • coleta de vestígios imediatos, que foram deixados como impressão digital
  • vestígios biológicos
  • DNA
  • eventuais manchas de sangue, tanto no local do crime, como nos veículos que foram usados pela quadrilha.

Esses vestígios serão lançados no banco para tentar buscar-se a autoria.

Segunda etapa

A segunda etapa se dará após as prisões que forem realizadas, através de investigações realizadas nos materiais que serão apreendidos pelos integrantes da quadrilha, seja por mídia, aparelho celulares, mensagens trocadas, imagens de segurança, entre outros objetos.

 

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram Jaraguá do Sul