Na manhã deste domingo (16), um idoso de 60 anos foi preso suspeito de abusar sexualmente das próprias netas.

O caso aconteceu nos fundos de uma igreja da rua Max Wilhem e ele fugiu até um matagal na rua Ney Franco, onde foi preso. Ambas as vias ficam no bairro Vila Baependi, em Jaraguá do Sul.

Segundo uma testemunha, que não quis se identificar, um funcionário da igreja viu o idoso com as meninas.

O suspeito percebeu que estava sendo visto e começou a fugir até pedir refúgio ao marido da testemunha, que não sabia o que estava acontecendo e disse para ele se esconder em um matagal do lado de sua casa.

"Quando gritei para o meu marido avisando o que tinha acontecido, ele avisou que o idoso estava no mato. Então cercaram ele até a polícia chegar", destaca a testemunha.

De acordo com a ela, as pessoas que perseguiam o suspeito estavam dispostas a linchá-lo, mas não sabiam se ele estava armado.

Ato libidinoso foi flagrado por uma testemunha embaixo de uma escadaria de igreja | Foto Polícia Militar

Criança detalhou abusos

Quando a viatura chegou ao local, a testemunha relatou que a mãe das crianças pediu, chorando, para não prenderem ele, alegando que o idoso sempre fica com as meninas e nunca fez nada.

"Logo em seguida chegou a avó das crianças [que era casada com o suspeito]. Nesse momento, a menina de 6 anos confessou o estupro. Ele estava cometendo o ato com a maior e passando a mão nas partes íntimas da pequena", destaca.

Segundo informações da Polícia Militar de Jaraguá do Sul, na confissão, as crianças contaram que o idoso mostrava frequentemente vídeos pornográficos para elas em seu celular e que o avô havia prometido presentes se as mesmas deixassem ele tocar em suas partes íntimas.

Ainda conforme a PM, as meninas relataram que foram convidadas pelo acusado para irem a um supermercado e que ele abusou delas enquanto voltavam para casa.

O Conselho Tutelar e os pais das crianças foram chamados no local e acompanharam o registro da ocorrência na Delegacia de Polícia, junto com o funcionário da igreja. O idoso recebeu voz de prisão.

 

Quer receber as notícias no WhatsApp?