Funcionários da Autopista Litoral Sul evitaram um acidente nesta sexta-feira (4). Por volta das 10h, um motorista colocou em risco os usuários da BR-376, após transitar na contramão da pista Sul, em São José dos Pinhais (PR), no quilômetro 625. Uma ambulância da concessionária avistou o veículo, e acionou o Centro de Controle Operacional (CCO) em Joinville (SC), que prontamente coordenou as equipes de campo. A ação foi acompanhada por vídeo pelo CCO, que solicitou apoio da equipe de remoção/guincho para fazer a abordagem do automóvel gol com placa de São José dos Pinhais e sinalização na rodovia. Socorristas da concessionária aproveitaram o momento em que o carro parou, após quase provocar um acidente, e interviram para atender o motorista. A ocorrência gerou lentidão no local de 1,5 quilômetro e o atendimento foi concluído por volta das 11h. O motorista – um senhor de 79 anos – não soube informar o motivo pelo qual transitava no sentido contrário. Foto e vídeo: Divulgação/OCP  https://www.youtube.com/watch?v=N9w1F_G3s54&feature=youtu.be Segundo a Organização das Nações Unidas (Onu), o trânsito provoca anualmente 1,3 milhão de óbitos no mundo.
 Confira como agir em caso de acidente:
Procedimentos no local: 1 – Verifique quantas vítimas estão envolvidas no acidente; 2 – Sinalize o local para evitar novos acidentes. Utilize triângulos e pisca-pisca do carro ou de outros veículos; 3 – Chame o socorro especializado. Informe o local exato e a descrição das vítimas (homens, mulheres, crianças, idade, sexo, ferimentos visíveis). Os telefones de emergência são: 193 – Bombeiros Voluntários: para fazer o resgate; 190 – Polícia Militar: para registrar a ocorrência no caso de acidentes com vítimas; 198 – Polícia Militar Rodoviária (no caso de acidentes em estradas estaduais); 191 – Polícia Rodoviária Federal (no caso de acidentes em estradas federais). Procedimentos com a vítima: 1 – Mantenha a calma. 2 –Jamais faça a vítima saber qual a extensão real dos ferimentos; 3 – Evite contatos diretos com o sangue ou fluídos orgânicos da vítima; 4 – Evite mover a vítima. Só o faça se houver perigo de agravamento, como no caso de incêndio no veículo; 5 – Durante a remoção, procure evitar que a vítima se mexa, mantenha a posição original até chegada de socorro especializado. Mover uma pessoa acidentada é extremamente complicado e requer o uso de várias técnicas de imobilização.